quinta-feira, 29 de abril de 2010

CCT-noticias da frente de combate.



 As noticias que me chegam dos lados da Praça de Londres(ministério do trabalho)não são nada de tranquilizar o lado dos trabalhadores,por isso a luta é o caminho.Desde outubro que os patrões nos andam a empatar,basta reparar que eles nem cumpriram a lei, ao não  responder ao stad,dentro do prazo previsto,salvo erro 15 dias.Na minha visão,logo aqui deram um sinal que,não queriam respeitar as leis que regem este país,e um desrespeito pela parte sindical.O stad para não ser acusado de radical,esperou pacientemente,e requereu o patrocinio do ministério do trabalho.Mais uma vez o stad,aceitou ir para as negociações directas para se chegar a um acordo,e sem recurso a uma confrontação,todos sabemos que numa confontação,vão existir mortos e feridos dos dois lados,e a todo o custo se tentou essa confontação(greve)Nas negociações directas a CNPatronal continuou o jogo do empata,é por causa desse jogo do empata,que se marca a greve,e depois todos sabemos o que aconteceu na greve.Alguns dos que mais gritavam pela greve,vieram dizer que,não era a altura ideal,para se fazer greve,inclusive fizeram o jogo do patronato ao reunirem,com as empresas,para tentarem ficarem bem na fotografia.Por isso estou totalmente do lado do stad para a luta que se avizinha,e os motivos são tantos para lutar contras estas empresas que não cumprem o cct.
 Por isso todos temos que comparecer nos plenários para dar-mos a nossa opinião sobre o caminho a seguir.


 COMPARECE AO PRIMEIRO DE MAIO,O STAD SE CONCENTRA JUNTO DO HOTEL MUNDIAL.

«UNIDOS NA LUTA»