sábado, 26 de dezembro de 2015

Sem luta,nada se consegue!







CONCENTRAÇÃO DE SEGURANÇAS E VIFILANTES NA ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS DE SEGURANÇAIniciou-se hoje a greve dos trabalhadores da vigilância privada e que se prolonga durante o dia de amanhã, estendendo-se depois durante as horas extraordinárias e dias feriados. Na concentração frente à Associação das Empresas de Segurança participaram dezenas de trabalhadores da Zona de Lisboa que exigiram, mais uma vez, a negociação séria por parte da entidade patronal do Contrato colectivo de trabalho, os patrões querem eliminar direitos existentes no CCT, e propõem aumentos de miséria, algo que os trabalhadores não aceitam. A exigência de aumentos justos, o que não acontece desde 2012, do respeito pelo direito à vida familiar e pessoal e pelas 8 horas de trabalho, assim como uma negociação da revisão do CCT rápida e séria, fora exiggências que se fizeram ouvir durante toda a manhã na concentração.





«UNIDOS NA LUTA»